Apoios PAECPE – Apoios ao Investimento

O projecto de criação de empresa não pode envolver, na sua fase de investimento e criação de emprego a criação de mais de 10 postos de trabalho nem um investimento total superior a 200 mil euros.

É financiado o investimento em capital fixo corpóreo e incorpóreo, juros durante a fase do investimento e fundo de maneio.

Só pode ser financiado o fundo de maneio do projecto até 30 % do investimento elegível, independentemente da dimensão do fundo de maneio.

Se o seu Projecto tem um valor até 20 mil euros pode ser financiado até este montante;

Para financiamento de projectos de investimento superior a 20 mil euros e até 200 mil euros o financiamento pode situar-se entre os 20 mil euros e os 100 mil euros, sendo que neste caso o crédito a conceder tem como limite 95 % do investimento total e 50 mil euros por posto de trabalho criado, a tempo completo.

O incentivo ao investimento é concedido por instituições bancárias protocoladas com o Estado e beneficia de garantia, no quadro do sistema de garantia mútua, e de bonificação de taxa de juro e da comissão de garantia.

De salientar que do Projecto não podem ser apoiadas:

a) As despesas com a aquisição de imóveis;

b) As despesas cuja relevância para a realização do projecto não seja fundamentada;

c) As operações que se destinem a reestruturação financeira, consolidação ou substituição de créditos e saneamentos.

 

São as seguintes as instituições bancárias aderentes ao Sistema e que celebraram o respectivo Protocolo com o IEFP e as SGM:

Caixa Económica Montepio
Geral Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, C.R.L.
Banco Espírito Santo
Barclays
Banco Popular Portugal
BPN – Banco Privado de Negócios
Banco Santander – Totta
Millenium BCP
BPI – Banco Português de investimentos
BANIF
Caixa Geral de Depósitos

Voltar para Apoios PAECPE